sábado, janeiro 27, 2007

Ultimo dia!!!!!!

Gracas a Deus. Acho que a idade me fez mais caseira do que nunca. Duas semanas passaram como se fossem dois anos e a facilidade do MSN so piorou as coisas. Conversar com as pessoas de quem se sente saudade e horrivel, parece que a saudade, a distancia e o tempo aumentam ainda mais.

Mas deixando de ser pessimista e pensando um pouco maior, meu Deus como aqui e lindo!!!!

Quase 300 fotos de lugares e paisagens lindos e cheios de historia, que, no fundo, e o que interessa mesmo. O primeiro passeio foi um city tour que valeu mais do que todas as aulas de historia que ja tive na vida. A visita a Robben Island, presidio onde o Mandela ficou preso, nao serviu so como aula, mas tb pra se colocar no lugar daquelas pessoas. O clima dentro de um presidio de seguranca maxima para presos politicos e realmente pesado. Ainda mais quando o guia foi um dos presos...

Muitas coisas diferentes que eu nunca imaginei fazer me pegaram nessas duas semanas. Andar de barco e enjoar, subir a pe uma montanha, subir de bondinho uma montanha (bondinho esse que alem de subir muuuuito tb girava pra podermos ver a paisagem em 360 graus, nao preciso nem dizer que fechei o olho e nao vi nada), andar de van cheia de gente a uma da manha, andar de sete pessoas dentro de um taxi normal, falar em alemao e escutar em ingles, falar em ingles e escutar em espanhol, falar ingles!!!

As pessoas do colegio nao foram tao simpaticas quanto imaginei, mas os africanos foram simpaticos por todos. Claro que tudo o que se ouve depois de dizer "I'm from Brazil" e "Ronaldo, Ronaldinho, Cáca" (meu Deus! Um acento!). Fora isso, aparentemente, todo mundo gosta muito do Brasil. Principalmente os coreanos que, inclusive, usavam camisetas escrito Brasil, Amazonia, etc.

Fico por aqui no meu ultimo dia na Africa do Sul. Um completo tedio porque ja vi tudo que queria ver, ja comprei tudo que queria comprar, ja gastei todo o dinheiro e to louca pra chegar em casa. Mas e claaaaaaaaro que vou inventar uma coisa pra fazer, afinal de contas EU AINDA ESTOU NA AFRICA DO SUL.

No proximo capitulo: meus colegas de aula.

sábado, janeiro 20, 2007

Muitas coisas!!!!!

Oi gente!!!

Ja vi tantas coisas por aqui que eu nao consigo nem organizar na minha cabeca pra contar pra voces. Table Mountain, Cabo da Boa Esperanca, Rota do Vinho, Museu da Robben Island, Aquario, o maior shopping do Hemisferio Sul, enfim, uma lista de coisas lindas pra contar sem acento e sem cecedilha. Ninguem merece ter que escrever assim!!!!!!!!!!!!!!!

E pra ser sincera, tb ninguem merece ficar escrevendo no blog em plena Africa do Sul. Vou aproveitando a vida aqui e quando voltar pra casa conto cada dia em detalhes.

segunda-feira, janeiro 15, 2007

Aqui


Ca estou eu sem acento no teclado, por isso perdoem os erros de acentuacao.
Bom, aqui e tudo muito lindo, muito diferente e muito legal. Paisagens maravilhosas quase inacreditaveis e uma falta inacreditavel do meu amorzao.

Muitas coisas pra contar, mas nem sei por onde comecar. Aqui na sala de internet tem uma fila enorme e o negocio tem que ser rapido.

Beijo pra todos, deixo uma foto do meu lugar preferido ate agora.

quinta-feira, janeiro 11, 2007


... E lá vamos nós...
Amanha de manhã muuuuuuito cedo estarei embarcando pra África do Sul. Medo, muito medo, pavor!!!
Sei lá do que, sei lá porque, mas meu coração tá apertaaaaaado... Mas ao mesmo tempo tô louca pra ver o que me espera.
Bom, tô tão doida por aqui que nem sei o que escrever, por isso não vou me alongar muito. Parece que lá no colégio tem uma sala de informática, então, vou tentar escrever sempre pra vocês receberem minhas noticias.
Grande beijo pra todos. Até...

segunda-feira, janeiro 08, 2007

"Pra saber tem que viver"


Em março de 2004 comecei a namorar. Logo depois, meu namorado começou a fazer o curso dele aqui em POA e corria o risco de, depois de formado, ser mandado pra qualquer lugar do país. Acho que a pessoa que melhor sabe como me senti nessa época foi minha superamiga Nega. Ela que ouviu todos os meus choros e lamentações de sofrimento por antecedência.

Pra piorar minha situação, o Jota Quest lançou uma música na mesma época e eu achava que era “a música da minha vida”. Cada vez que eu ouvia, despencava a chorar. Não importava onde eu estava, a música começava e eu abria o berreiro.

Nem meu namorado tinha idéia de como eu ficava imaginando como seria se ele fosse pra longe. Era uma coisa que surgia na minha cabeça no meio do dia, não importava o que eu tava fazendo, e ali ficava até eu ir dormir. E como aqueles pensamentos doíam.

E eram apenas hipóteses! Imaginem se fosse uma certeza. Talvez muitos pensem que se fosse uma certeza nem valeria a pena ter algum envolvimento. Mas isso é uma grande bobagem! Não importa se tem prazo, se tem distância, se tem dificuldade, o que importa é a vontade de ficar junto e aproveitar o tempo que tem pra se divertir um na companhia do outro.

De repente, a dor antecipada, a música e o choro poderiam ser apenas um drama exagerado pra quem via de fora. Mas é só quem passa por isso que sabe que dói bastante.


Mais uma vez

Te tenho com a certeza
De que você pode ir
Te amo com a certeza
De que irá voltar
Pra gente ser feliz
Você surgiu e juntos
Conseguimos ir mais longe
Você dividiu comigo a sua história
E me ajudou a construir a minha
Hoje mais do que nunca somos dois
A nossa liberdade é o que nos prende
Viva todo o seu mundo
Sinta toda liberdade
E quando a hora chegar, volta...
Que o nosso amor está acima das coisas...deste mundo
Vai dizer que o tempo
Não parou naquele momento
Eu espero, por você
O tempo que for
Pra ficarmos juntos
Mais uma vez

sexta-feira, janeiro 05, 2007

Uma semana




Depois de todas as notas entregues, agora começo a me preocupar com uma coisinha: falta uma semana pra eu viajar. Hoje de manhã já me deu dor de barriga, medo, curiosidade e pressa. Ao mesmo tempo que meu coração bate mais forte de medo por ter que ser a "porta voz" do grupo, já que a nossa "guia" vai um dia depois da gente, ele bate mais forte também de alegria e curiosidade pra saber como as coisas são por lá.

Fico imaginando a África do Sul como se eu fosse uma pessoa ignorante. Às vezes acho que vou chegar na Cidade do Cabo e encontrar aquelas feiras vendendo pessoas de diferentes tribos e o Indiana Jones e o Allan Quatermain comprando algumas para as suas expedições. Aqueles esteriótipos que nós sofremos por aqui: capital Buenos Aires, língua oficial espanhol e macacos pelo meio das ruas.

A minha curiosidade é grande. Quantas coisas diferentes vou encontrar por lá? Os EUA é aquilo que a gente vê na tv: gente correndo pra todos os lados sem se preocupar uns com os outros e muitas compras. A pequena parte que conheci da Europa é um sonho: museus, castelos, teatros, cultura em cada esquina, indiferente do tamanho da cidade. E na África do Sul, o que será que vou ver?

quinta-feira, janeiro 04, 2007

Tempo


O ser humano é bem difícil de agradar...

Quando temos pouco tempo reclamamos que temos que fazer tudo correndo, que não temos tempo pra nada. Eu mesma entrei numa "demi" crise no começo de 2006 porque não tinha tempo pra mim, tudo que fazia era obrigação. Foi aí que comecei a fazer minhas mantas de crochê e o ioga. Daí, comecei a receber muitas encomendas de mantas e não tinha tempo de fazer e o ioga começou a virar obrigação, porque chegava muito tarde em casa.

Quando temos muito tempo reclamamos que não temos nada pra fazer. Agora, estou aqui no colégio esperando chegar às 11:30 pra poder ir embora. Os alunos me largaram de mão, ninguém aparece pra fazer minhas recuperações. O que eles pensam? Que literatura não roda? Tô quase me sentindo rejeitada e menosprezada.


Durante a semana toda, durante a tarde, tive crises de não saber o que fazer, tédio, tédio e mais tédio. Daí me dou conta: que horror!!! Que vício!!! Que estresse!!! No começo das minhas férias eu deveria estar amando a idéia de não ter nada pra fazer, mas meu tempo orgânico anda tão acelerado que não sei ficar quieta, sem fazer ou pensar nada (por isso parei com o ioga, a hora do relaxamento era muito chata).

Mas que coisa tb, quando eu me aposentar vou ter bastante tempo pra não fazer nada. Será que vou continuar reclamando???

terça-feira, janeiro 02, 2007

THE arigó


Vocês tem alguma noção do que é ser a mais arigó de uma classe trabalhadora completamente arigó??

Essa minha vida é uma emoção. Enquanto todos os professores normais (como se existisse algum normal) estão de férias, eu ainda não entrei de férias totalmente. Todas as manhãs eu acordo às 6:30 e saio de casa às 7h. Mas é só eu, o resto da cidade tá fora da cidade.

Eu chego no colégio às 7:10 e, graças a Deus, a Márcia é tão louca quanto eu e chega tb nesse horário. Ficamos lá esperando se algum aluno aparece pra desejar, pelo menos, um bom ano e voltamos pra casa vesgas de fechar notas e revisar chamadas.

Sabem o que faço de tarde? Nada. E é essa a prova de que eu sou uma baita arigó. Estou de férias só de tarde. Acordo cedo feito uma idiota e de tarde não tenho nada pra fazer.

Já diria minha tia "Quis vida!"

segunda-feira, janeiro 01, 2007

X-2006


Muita gente sabe dessa minha paixão... Os intelectuais que me desculpem, mas nada melhor para refletir sobre o ano que passou olhando X-men. Já parou de rir? Agora pensa comigo: não seria muito útil ter um talento mutante? Bom, em 2006, se eu fosse qualquer um dos X-men, já seria muito mais fácil. Vamos ver.

Se eu fosse...

... a Jean Grey: eu não precisaria mais fazer provas. Eu apenas leria a mente dos meus alunos e descobriria o que eles realmente sabem da matéria.

... o Múltiplo: cada cópia minha ficaria responsável por uma das minhas 18 turmas. Enquanto elas corrigissem e preparassem as aulas, eu descansaria pra dar aulas mais divertidas.

... o Homem de Gelo: nesses dias quentes eu seria muito mais feliz e gastaria menos luz sem precisar ligar o ar-condicionado. Ah, e nos colégios que não tem ventilador, então, seria uma beleza.

... o Ciclope: eu iria pra Brasília, levantaria meu óculos, assim bem de cantinho, e mataria o Lula!!!

... a Tempestade: eu faria chover um dia sim e um dia não às 13:00. Os alunos que moram longe do colégio não vão quando está chovendo (tudo bem, essa foi bem sarcástica).

... o Noturno: conseguiria sair de fininho de situações como reuniões chatas sem objetivos, quando perguntam "não tá lembrando de mim, Carol?", quando me mandam atirar a verdade na cara de alguém ou quando eu tneho que entregar boletim pros pais de um aluno reprovado.

Meu ano teria sido bem fácil, mas eu devo ser muito mais poderosa que um mutante. Consegui fazer tudo isso sem nenhuma dessas ajudas especiais.

2007 que me aguarde!!!!