quinta-feira, novembro 22, 2012

Sei



Sabe, quando a gente tem vontade de encontrar
A novidade de uma pessoa
Quando o tempo passa rápido
Quando você está ao lado dessa pessoa
Quando dá vontade de ficar nos braços dela
E nunca mais sair…
Sabe, quando a felicidade invade
Quando pensa na imagem da pessoa
Quando lembra que seus lábios encontraram
Outros lábios de uma pessoa
E o beijo esperado ainda está molhado
E guardado ali... Em sua boca
Que se abre e sorri feliz
Quando fala o nome daquela pessoa
Quando quer beijar de novo e muito
Os lábios desejados da sua pessoa
Quando quer que acabe logo a viagem
Que levou ela pra longe daqui…
Sabe, quando passa a nuvem brasa
Abre o corpo, sopro do ar que traz essa pessoa
Quando quer ali deitar, se alimentar
E entregar seu corpo pra pessoa
Quando pensa porque não disse a verdade
É que eu queria que ela estivesse aqui…
Sei... Eu sei.
(Nando Reis)

quarta-feira, novembro 14, 2012

That's it!

Sometimes I love you
Sometimes I love myself
But unfortunately
Both at the same time
are impossible.

sexta-feira, novembro 09, 2012

Na janela


Esse quadro do Picasso sempre me trouxe uma mistura de ternura e tristeza. Fico imaginando como seria o rosto dela. O que ela estava fazendo antes de parar na janela? O que ela estava olhando? O que foi fazer depois?

Essa semana toda me senti essa menina. Uma semana que me cansou profundamente, mas mesmo assim me mostrou muita coisa linda. Essa semana toda olhei pra mesma paisagem. Algumas vezes ela ficou meio entediante por ser sempre a mesma e por eu já conhece-la de cor. Outras vezes, o simples fato de ser a mesma paisagem abriu meus olhos e meu coração e eu vi coisas lindas como se fosse pela primeira vez.

Na minha janela, a mesma paisagem é sempre querida. Às vezes eu fico mais mal-humorada e teimo em reclamar, mas no fundo eu sei que a simplicidade é que traz beleza. Sei que o bom da vida é ver algo novo em algo já conhecido.