terça-feira, janeiro 13, 2015

Leituras 2014

Passei praticamente o ano de 2014 sem escrever, mas não abro mão da minha listinha de leitura. Espero que desperte a curiosidade e o interesse de alguém. Aí vai!!!

- “As vantagens de ser invisível” – Stephen Chbosky
Não vi o filme, mas toara que tenha feito jus ao livro. Uma história pesada que a gente só percebe o peso no final e ainda acha que foi contada de maneira delicada. Tipo de livro que eu termino e fico com saudade dos personagens.

- “Não espere pelo epitáfio” – Mario Sergio Cortella
Que homem é esse?! Genial!!!!! Filosofia para elevar a alma e exercitar a mente.

- “Under the dom” – Stephen King
História maravilhosa que me deixou, literalmente, com falta de ar junto com os personagens. Me dói afirmar isso sobre um autor que eu amo tanto, mas o fim foi decepcionante.

- “Fim” – Fernanda Torres
Pensar no fim da vida de maneira leve e engraçada só com ela. Baita livro!

- “Pensatas pedagógicas” – Mario Sergio Cortella
Mais um pouco de filosofia gostosa. Reflexões sobre a profissão que amo e muitas verdades cômicas.

- “Como eu era antes de você” – Jojo Moyes
Meu mais novo vício: Jojo Moyes. Essa escritora transforma qualquer historinha água com açúcar de amor em algo "indesgrudável”. Em especial esse livro me fez chorar feito louca e falar sozinha em prantos “não é novela, é a vida real!”.

- “A arte de ouvir o coração’ – Jan-Philipp Sendker
História lina e delicada de uma filha que descobre a essência de seu pai depois que ele desaparece. Livro que me ensinou onde fica a Birmânia.

- “Christiane F, a vida apesar de tudo” – Sonja Vukovic
Pois é, ela está viva ainda. Não muito saudável, mas viva. Para quem leu o “drogada e prostituída” é muito interessante saber como a vida dela continuou.

- ‘Se vivêssemos em um lugar normal” – Juan Pablo Villalobos
História bem fora da casinha que se passa no México. Interessante e engraçado. Fácil e rápido de ler.

- “O menino da lista de Schindler” – Leon Leyson
Outro lado da história. Um dos sobreviventes ajudados por Schindler conta como tudo aconteceu e como seguiu a vida. Lindo, triste e muito importante para que não se repita nunca mais.