sábado, junho 27, 2009

Sossego

Desculpem pela má qualidade da foto

"O que eu quero é sossego". Todo mundo, em algum momento, quer sossego. Um lugar pra ficar quietinho, descansando a cabeça e o corpo. Mas onde é esse lugar?
Para algumas pessoas esse refúgio pode ser o próprio quarto, uma biblioteca, uma fazenda, uma aula de alongamento ou uma sessão de massagem. Temos a tendência de acreditar que nosso sossego está diretamente ligado à calma existente no ambiente que nos envolve.
Se fosse isso mesmo, como se explica esse senhor da foto? Como uma pessoa consegue relaxar, ao ponto de cochilar, sentado no banco de uma praça no centro de uma cidade grande? Exaustão. Falta de opção. Loucura. Preguiça.
Pode ser qualquer uma dessas opções, mas também pode ser uma coisa menos óbvia. Talvez esse senhor tenha encontrado o sossego no primeiro lugar que deveríamos procurar: dentro de nós mesmos. Não adianta procurarmos um lugar calmo e silencioso se nosso coração e nossa mente não se desligam do que nos tira o sossego.
A maioria das pessoas se queixam da falta de tempo, do estresse e das doenças da vida moderna. Tomam florais, anti depressivos, fazem acupuntura e terapia, mas fogem da cura mais rápida e certa: o auto-conhecimento.
Sou ligada em 220v e, muitas vezes, não sossego nem durante o sono, mas estou tentando me corrigir. Agora procuro as respostas primeiro dentro de mim. Sou minha pior crítica, mas também minha melhor conselheira. Sei que dentro de mim está o sossego que eu preciso.