sexta-feira, março 02, 2012

Procura-se

Alguém que não rotule e que não encha o saco. Alguém que viva e não se preocupe antes da hora. Alguém cujo passado tenha realmente passado e que não se importe se suas feridas voltarão a sangrar ou não. Alguém de olhos abertos pro mundo e pra si mesmo. Que não tenha vergonha de rir ou de falar errado. Alguém que não tente adivinhar como os outros são, mas que esteja aberto pra se surpreender com que os outros mostram. Alguém que tenha defeitos e que os reconheça sem vergonha e que saiba pedir desculpas, mesmo tendo que esquecer o orgulho. Alguém que seja decidido, que erre e tente consertar. Que fique vermelho e chore. Alguém que saiba se divertir num sábado de noite chuvosa em casa. Que tenha muitos amigos parceiros para todas as horas e AQUELE amigo cujos conselhos são respeitados e levados em consideração na hora de uma decisão importante. Alguém que more perto ou longe, mas que mesmo longe esteja sempre junto. Que olhe nos olhos e fale todas as verdades mesmo que elas não sejam as mais agradáveis, porque saberá que só a verdade faz o coração acalmar. Alguém que brigue e faça as pazes, que tenha sangue nas veias e gana de viver. Que saiba dividir as alegrias e as dores e que se disponha a ouvir a voz do outro. Alguém culto que leia e ouça música boa, alguém bobo que veja TV e cante música de criança. Que se preocupe, mas não muito. Que sinta ciúmes, mas não muito. Que seja cauteloso, mas não muito.

Ou seja, procura-se NINGUÉM.