sábado, janeiro 22, 2011

Assuntos (in)adequados


Poucos dias atrás, percebi que sou muito boa em participar de conversas que não combinam em nada com a ocasião em que me encontro. Sempre lembro de uma que aconteceu quando eu tinha uns 14 anos, mas no último fim de semana consegui adicionar mais duas para a minha lista.

Com 14 anos, estávamos eu e algumas das minhas melhores amigas (entre elas a Michele) na festa de 15 anos de uma colega do colégio. Não sei como começou nem por que, mas enquanto a menina dançava a valsa, nós discutíamos como duas lésbicas faziam sexo. Cogitávamos dedos e línguas, enquanto a menina apagava velas e reunia rosas em um lindo buquê. Pré-adolescentes dos anos 90 já eram bem perversas.

Semana passada fui na formatura de uma amiga. Claro que o único convidado gay sentou na minha mesa e claro que eu levei dois minutos pra ficar amiga dele. As pessoas dançavam "Macarena" e "Um morto muito louco", nós dois falávamos sobre o que leva uma pessoa a tentar suicídio. Quando estávamos discutindo que muitos só querem chamar atenção e blá, blá, blá, a formanda nos pegou na tampinha e nos arrastou para a pista de dança.

E para terminar a saga... Eu, Michele e Tati fomos no shopping, comer um Big Mac, esperando começar o Big Brother. Daí começamos a falar sobre as enchentes no Rio de Janeiro, a desigualdade social, a má distribuição de renda e os programas assistênciais do governo.

Quer dizer...