quarta-feira, outubro 13, 2010

Nesse feriado...


... eu me senti muito sozinha. Até nos momentos que eu estaria normalmente sozinha, eu me senti muito sozinha. Não sei se as pessoas em minha volta também se sentiam assim, mas sei que a companhia delas não me foi suficiente. A única companhia que tive foi uma tatuagem na minha cabeça, que de tão viva chega a brilhar e palpitar como se fosse um coração. Sei que logo ela para, mas até lá me faz ficar triste de um jeito que não sei explicar.

4 coisas de vocês:

Anônimo disse...

relax girl, isso é só um estado transitório.

Anônimo disse...

Este é um estado muito difícil de se passar, principalmente por pessoas apaixonadas como nós. Sei bem o que tu está sentindo e te digo que " curta" essa dor e aprenda com ela. Mas não fique muito tempo aí. Logo, logo tu vai olhar para tráz e ver que essa foi uma experiência que tu tinha de passar por algum motivo e ela já passou. Prepare teu coração para o amor grandioso que te espera e que em teus sonhos ele é tão desejado. Ele é lindo sim e nenhum mal amado tem o direito de falar mal dele. Quem tem amor verdadeiro em seu coração e isso eu sinto que tu tens, sempre tem sua outra metade esperando para juntar-se. Mesmo mergulhada em essa dor, não desista e não deixes de acreditar nessa chama bela, mas que por enquanto está doída, que tu tens em teu coração e que irradia por toda tua alma e teu sorriso. Tu és bela, acredite. E a tua beleza que vai muito além do teu físico vai fazer com que teu amor te encontre.
Não te sinta sozinha. Entre em contato com ele pois em algum lugar ele ardentemente te espera. Fale com ele pelo teu coração. No momento certo os dois vão se encontrar e tu entenderás que o amor é calmo e sereno, ao contrário da paixão, que mesmo muito excitante, nunca nos deixa verdadeiramente tranquilos.
UM GRANDE BEIJO NO TEU CORAÇÃO
NÃO DESISTA NUNCA
Sei que não me conheces, mas sinto, mesmo de muito longe, que eres especial.
Talvez um dia poderemos nos conhecer.
Posso falar-te tanto assim do amor por que estou vivendo-o dia a dia com minha outra metade.

/hannaluara disse...

será que é um mal de cancerianos ? A solidão tb pega no meu pé, dias mais, dias menos, mas sempre aparece. Espero que a sua tire férias por um longooo tempo !

Paulinho Trindade disse...

fiquei triste de novo