quarta-feira, maio 27, 2009

Quando nasce uma bailarina?


Eu consigo me lembrar da primeira coreografia que eu apresentei no ballet. Eu era "o povo da terra dos comilões" do "O Mágico de Oz" a vinte anos atrás. Mas o que eu acho estranho é que eu não consigo lembrar se fiquei nervosa ou não.

Semana passada tivemos o espetáculo do ballet, reapresentamos as montagens dos musicais "Grease", "Cabaret" e "O Mágico de Oz". No ensaio geral das crianças fiquei o tempo todo na cochia, ajudando nas trocas de roupas e esperando minha entrada (uma das últimas músicas).

No meio disso tudo, conheci a Antônia. Uma menininha linda de seis anos que estava estreiando. Entrou no ballet em março desse ano e estava pisando pela primeira vez no palco. Acredito que a coreografia da Antônia não fechava nem um minuto, mas quando ela voltou pra cochia os olhinhos estavam arregalados, a carinha super séria e o coração disparado de um jeito que eu nunca vi.

Vendo uma possível cena de choro se aproximando, perguntei se ela tinha ficado nervosa e a carinha séria só conseguiu balançar pra cima e pra baixo pra dizer que sim. Estando os olhinhos arregalados ainda, perguntei se ela gostou de dançar no palco. Daí toda a tensão foi embora e um sorrisão se abriu e ela disse "Sim!" num gritinho.

Pensei: essa não para mais de dançar.

2 coisas de vocês:

Simo disse...

"Você devia ser professora!" Foi o que escutei e para o que respondi imediatamente: Nunca!
jamais esquecerei aquele dia, quando a Bronquinha profetizou minha felicidade.
Carol, lindo, sincero, honesto... Sem nada escondido, sem meias palavras, verdadeiro e LINDO! Chorei, claro...

Luiza disse...

chega o dia dos namorados e sempre vem essa discussao sobre sentimentos... é interessante pensar sobre isso, afinal todos nós em algum momento da vida sofremos, sentimos saudade, e amamos, alguns com mais intensidade, outros menos. alguns levam anos para perceber e outros afirmam que se apaixonaram a primeira vista. afinal, amor a primeira vista existe? vi um video hoje sobre isso (http://www.youtube.com/watch?v=P3BA17tS3n4) e fiquei pensando sobre a existencia desse fenomeno. é um tema legal para se discutir em um post de dia dos namorados, nao acha?
beijos