terça-feira, fevereiro 24, 2009

Não sei muito bem


Não sei muito bem sobre o que escrever. Tenho muitas ideias, mas parece que nenhuma quer sair da cabeça e se transformar num texto. As que têm essa vontade não podem, nem querem, ser lidas por muita gente.
Talvez seja o final das minhas férias. Minhas enormes férias estão, finalmente, acabando. Ai! Mas eu não sei muito bem se eu quero que acabem. As melhores férias depois da África, com toda certeza. Eu tinha a esperança de ganhar na mega sena antes do fim das férias e poder viver pra sempre na "vagabundagem malemolente" (como já diria JB) que se resumiu meus meses de janeiro e fevereiro.
Por outro lado, não sei muito bem se o que está me faltando não é o meu trabalho e coisas realmente importantes pra pensar. Sinto falta de alguns colegas e dos meus alunos. Mas por que comigo é 8 ou 80? Passo dois meses na inércia completa e quanto retomo minhas atividades, elas voltam todas ao mesmo tempo, sem me deixar tempo pra respirar.
Nessas férias eu aprendi um monte de coisas sobre mim e vou fazer força pra mudar as que eu não gostei. Não sei muito bem como fazer, mas acho que vou conseguir descobrir. Mas tenho a impressão de que não vou mais caber em mim. A cobra aqui tá trocando de pele e tá precisando de uma muito maior.

2 coisas de vocês:

Simo disse...

Carol, o bom do passar do tempo é que vamos amadurecendo... No Livro da Jangal (Kiplyn) tem uma cobra, Kaa... Kaa é a maior cobra de todas e ela é velha e sábia... (não estou te chamando de velha) Cada ano ela aprende coisas novas e troca sua enorme pele por uma novinha em folha....
Acho que Mang (o morcego), ganhou uma amiga...

Angi disse...

É mesmo Carol. Que Férias! Que férias que eu queria que não acabassem nunca. Cada dia a gente descobriu coisas novas, relembramos coisas velhas, bateu um alzheimer, TPM (e que tanta TPM em 2 meses hein?), conversas diárias e intermináveis no msn e ainda encontrinho e voltinhas depois só pra colocar os papos em dia (quanto assunto!). Pra mim essas foram as mais bem aproveitadas férias, com as mais divertidas e conselheiras companhias. A rotina e a correria voltam, mas ainda bem que para as coisas boas a gente sempre arruma um tempinho, não é mesmo?
;)