terça-feira, janeiro 22, 2008

Sim, eu olho. E daí?


Há oito anos o mês de janeiro traz o programa mais sem utilidade da face daTerra: o Big Bródi. Até março, a população brasileira se divide: os que gostam, os que odeiam e os que dizem "eu tava trocando de canal e dei uma olhadinha".

Eu faço parte dos que gostam. Sim, eu gosto e não nego. Olho, dou risada, choro, fico brava, voto e converso com o Bial. Não sei explicar o porquê, talvez porque acho divertido, porque só tem bobagens e conflitos típicos da adolescência, sei lá.

Aquela galera que odeia tem um fortíssimo argumento de que todos dentro da casa estão representando um papel, que nada é natural. Agora eu pergunto: essas pessoas não olham filmes e novelas? Nos filmes e novelas todos interpretam um papel e nada é natural. Qual o problema, então?

Especialmente hoje me obriguei a entrar no site do BBB e votei dez vezes para o Rafinha sair. Ninguém merece ficar sem um homem bonito na casa. Rafael é loiro e usa óculos, ele TEM que ficar!!!!

p.s: esse texto foi uma homenagem à minha amiga Priscila. Sim, ela também olha. E daí?

1 coisas de vocês:

Priscila disse...

Olho, adoro, sou viciada e tenho pay per wiew. E quero muito que o Rafinha saia. E só tu, eu e a mãe da Thalita gostam dela! :D

Beijo!!!