domingo, outubro 14, 2007

Nada


Não tenho nada pra escrever, exceto a vontade de escrever. Estou a um certo tempo olhando pra tela e pensando em algo, no mínimo, aceitável pras pessoas lerem, mas nada surgiu. E a vontade de escrever ganhou da falta de criatividade e estou eu aqui me enrolando.


Ontem foi niver do meu pai e aqui em casa tivemos uma orgia gastronômica. Não paro de comer desde ontem de meio dia. Já estou rolando. Festa boa pra conversar com primo querido. Meu primo mais novo e eu passamos horas e horas falando de filmes e livros. Tão bom saber que mais alguém da família se interessa por essas coisas.


Hoje um pouco antes de apodrecer deitada na minha cama, me levantei, tomei um banho e fui sair com a gurias. Fomos pro shopping, sentamos no café, conversamos e comemos (mais um pouco). O problema de sair com algumas amigas minhas, é que eu não tenho vontade de ir embora, queria ficar sempre conversando com elas, na verdade, com ela.


A Nega é viciante e uma santa. Na sexta eu liguei pra ela à uma da manhã e ali ficamos até às duas. Claro que no fim do mês vou ter que vender o corpo pra pagar a conta do celular, mas pra ficar rindo com ela vale a pena. Nesta pequena conversa relembramos nossas bagunças e nossas festas e chegamos a chorar de rir ao telefone. Nessa época do ano, sempre sofremos de uma certa nostalgia dos nossos boooooooooons tempos de juventude, risos.


Bom, fico com a minha enrolação por aqui. Quem sabe nessa semana eu não arrumo algo de útil pra contar pra vocês?