quarta-feira, abril 18, 2007

Como um astronauta


Há três dias eu me sinto assim, como um astronauta. Costumo dizer "como a gente aprende coisas nessa vida" e, nessa semana, eu estou aprendendo a andar sem gravidade. Um amigo me disse que só se sentiu assim sob efeito de substâncias duvidosas, mas, como sempre, eu tenho essas experiências naturalmente.


Andar sem gravidade, solta, sozinha, sem nenhum laço, nenhuma base, nenhum suporte. É estranho e doído, mas hoje sinto que necessário. Durante esses dias de caminhar lento e levemente saltitante, coloco e tiro coisas da cabeça, decido e "desdecido" várias coisas enquanto as certezas se tornam cada vez mais certas (tanto as boas quanto as más).


Espero que depois desse período, eu consiga voltar pra Terra com as dores diminuidas e as alegrias aumentadas. Não queria reaprender a viver sem o que amo.

2 coisas de vocês:

Anônimo disse...

se ajuda, to torcendo...
iugo

Priscila disse...

Amore mio... tudo vai dar certo!