sexta-feira, fevereiro 02, 2007

Minha aulinha africana

Minha turma era composta por nove pessoas completamente diferentes e a mistura quase deu certo. Começemos pelo teacher...

- Teacher Andrew: canadense apaixonado pelo Brasil, além de visitar nosso querido país também passou pela França. Em seu país de origem dá aulas de espanhol e ainda fala francês.

- Bárbara: alemã do antigo lado Ocidental, passava dias chocada por ter visto mendigos nas ruas e porque a gramática inglesa é muito complicada (!)

- George: alemão do antigo lado Oriental. ótimo colega, com um sutaque alemão de matar.

- Jun: da Coréia do Norte, era o coreano que menos se jogava na piscina. Era o mais simpático dos olhinhos puxados.

- Sun: da Coréia do Sul, era a cara do menino do desenho "Mansão Foster para amigos imaginários". Tinha tanto sutaque que nem o teacher entendia o que ele falava.

- Euginne: da Coréia do Sul, todas as aulas ela nos contava que tinha ficado bêbada na noite anterior. Eu dei a idéia de ligar pra mãe dela, antes que ela entrasse em coma alcoolica.

- Renata: austríaca enlouquecidamente perua. Falava muito alto, com muitos gestos e com muito sutaque.

- Tim: o russo terrorista. Muuuuuito antipático, me perseguiu durante as duas semanas que estive me aula.

Nossas aulas eram muito divertidas graças ao nosso professor. Cada coisa que acontecia na aula ele lembrava de um episódio dos Simpsons e até interpretou um pequeno diálogo do filme "Rambo".

O que eu vou sentir falta são das minhas aulas. Poder ouvir coisas da história de países como Alemanha, Coréia e Rússia de seus próprios habitantes é muito melhor do que aula de história do colégio. Como eu sempre digo: como a gente aprende coisa nessa vida!!!