segunda-feira, janeiro 16, 2006

Caderno novo


Sempre fui fascinada por um caderno novinho. Todas aquelas folhas em branco esperando que eu as enchesse com alguma coisa: pensamentos, textos copiados, questões, contas... As primeiras páginas tinham o privilégio de receber uma letra caprichada, toda desenhadinha. Lá pelo meio do caderno o esmero e a empolgação já tinham desaparecido e a letra virava rabiscos quase ilegíveis.

Nesse momento a sensação é a mesma. Um blog novinho esperando que eu o encha com meus pensamentos. O lado bom é que a minha letra sempre fica bonitinha e eu nunca perco a empolgação de agraciá-los (?) com os meus modestos textos.

Sejam bem-vindos ao meu blog novo, espero que gostem do que encontrarem por aqui.
Beijão